Publicado em 19/01/2023 às 08:28

22

Construção civil: saldo de emprego cresce em Maringá

O número de trabalhadores da construção civil em Maringá é maior no acumulado do ano de 2022 até novembro do que em todo o ano de 2021. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), enquanto em 2021 havia 10.295 trabalhadores na cidade, o saldo de 2022 até novembro mostra 10.841 pessoas trabalhando formalmente no setor, uma variação de 5,3%. 

Só no mês de novembro, Maringá registrou 543 contratações contra 531 demissões, com a criação de 12 vagas. Entre outros maiores municípios de abrangência do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Paraná Região Noroeste (Sinduscon-PR/Noroeste), Mandaguaçu gerou seis vagas; Paiçandu, 13; e Campo Mourão, 9. Tiveram resultado negativo em novembro Sarandi (-28); Marialva (-36); Cianorte (-11); Paranavaí (-10); e Umuarama (-26). 

No entanto, considerando o ano de 2022 até novembro, os municípios citados registraram mais admissões que desligamentos, com saldo de 1.119 empregos. Assim, o total de trabalhadores que era de 15.566 em 2021 nesses municípios, passou a ser de 16.720 em 2022 até novembro, crescimento de mais de 7%. 

No Paraná, na comparação de 2021 contra os 11 meses de 2022, o crescimento foi de 4,79% e no Brasil, de 11,69%, com um total de 161.424 e de 2.577.9423 trabalhadores em atividade no mês de novembro, respectivamente.

Sua privacidade é importante para o Sindicato Da Indústria Da Construção Civil Do Paraná Região Noroeste – Sinduscon-PR/Noroeste.