Publicidade

Publicado em 08/10/2018

CONSTRUTORAS MIRAM ALTA RENDA E INVESTIDORES EM LANÇAMENTOS

Seja pela carência de mercado, seja pelo fato de os consumidores de alta renda serem menos impactados pelas oscilações econômicas, eles são o foco de vários lançamentos imobiliários em Maring

CONSTRUTORAS MIRAM ALTA RENDA E INVESTIDORES EM LANÇAMENTOS

É para o consumidor da classe AB que a Catamarã Engenharia está prestes a lançar um empreendimento na avenida Comendador Amorim Moleirinho, continuação da avenida Itororó, a uma quadra do Bosque 2. Serão 46 apartamentos de 171 metros quadrados de área privativa, mais três vagas de garagem e área de lazer ampla. As unidades custam a partir de R$ 1,2 milhão.

Segundo o presidente da Catamarã, José Armando Quirino, a demanda por imóveis de alto padrão em Maringá continua movimentando o mercado. Isso porque a cidade atrai empresários e profissionais por conta da qualidade de vida, negócios e universidades, além de ser polo regional de serviços e comércio.

Quirino explica que há uma retração do mercado em razão de uma falta de confiança e consequente queda nos investimentos. Ou seja, o público de imóveis de alto padrão tem dinheiro para comprar, mas não está disposto a arriscar em razão de um cenário de insegurança. No entanto, ele acredita que o cenário é positivo para empreendimentos bem planejados, quase sob medida, e que atendam às necessidades desses consumidores, apresentando atrativos. “Trabalhamos com um público seleto. As perspectivas de vendas, segundo nossas pesquisas, são positivas”, diz Quirino. Ele acrescenta que a depender do resultado das eleições, esse cenário pode se tornar ainda mais favorável. “Precisamos que o país cresça e de segurança jurídica”, finaliza.

A A. Yoshii Engenharia planeja lançar um empreendimento voltado ao público de classe alta no próximo mês. O empreendimento terá apartamentos com 180 metros privativos e ficará no Novo Centro. “Cada unidade terá três suítes e o apartamento será espaçoso. Estamos informando os clientes sobre o imóvel e a demonstração de interesse é positiva”, diz o gerente da A. Yoshii em Maringá, Marcio Capristo. A aposta nesse tipo de imóvel é marca da construtora. “É um nicho de mercado. As pessoas querem o conforto de uma casa e qualidade”, diz ele.

Capristo destaca que há quatro anos o cenário era um pouco mais favorável a empreendimentos para público A. Em 2014, a construtora colocou à venda o Heritage, colado no Parque do Ingá, com unidades custando cerca de R$ 4 milhões cada. No lançamento, todas as unidades foram vendidas. São 382 metros de área privativa, área de lazer com várias piscinas e inclusive espaço que funciona como ‘chácara’ para eventos de fim de semana. Ele destaca que o Heritage entra na categoria de produto-desejo, por isso o planejamento foi pontual.

Há construtoras com empreendimentos de médio padrão que encontram os investidores entre os consumidores de alta renda. É o caso da Construtora Morena, de Umuarama. Nos dois lançamentos recentes da empresa, os investidores representam 60% dos compradores. Lançado no final do ano passado e entrega em julho de 2021, o Montpellier Residence tem três quartos e 65 metros quadrados de área útil. Com área de lazer com academia, salão de jogos, salão de festa, entre outros espaços, a unidade custa a partir de R$ 300 mil.

Lançado no primeiro semestre, a primeira torre do Interlagos também teve seis em cada dez unidades vendidas para investidores, mesmo tendo como foco quem busca o primeiro imóvel, conta o sócio da construtora Morena, Moacir Zassanelli Silva – a segunda torre ainda será lançada. Com unidades a partir de R$ 184 mil, o empreendimento tem piscina, miniquadra, salão de festas e salão de jogos e será entregue em 2022.

 

 

 

Fonte: Assessoria de imprensa Sinduscon PR/NOROESTE

Publicidade

Veja também!

premiumART web sistemas