Publicidade

Publicado em 27/11/2019

Prêmio Sinduscon 2019 reconhece excelência das construtoras

Foram quase 900 horas de auditoria, avaliações, elaboração de questionários e reuniões de feedback, com visitas à sede e duas vezes em obra. Tudo isso para chegar aos ganhadores do Prêmio Sinduscon.

Prêmio Sinduscon 2019 reconhece excelência das construtoras

A cerimônia de entrega da premiação foi na última sexta-feira (dia 22), no Fashion Hall, durante o Congresso Nacional de Engenharia, Construção, Tecnologia e Inovação (Conecti/CBIC), e reuniu mais de 800 pessoas. Foi a décima edição da premiação.

O Prêmio Sinduscon 2019 conta com três categorias: obras de incorporação, obras de terceiros e obras públicas, com premiação ao primeiro e ao segundo colocados. E também entrega o Selo Boas Práticas às construtoras que atingiram alta nota nas avaliações, o que atesta o comprometimento em entregar um produto de qualidade e em investir em práticas sustentáveis no canteiro de obra. E por fim há o Prêmio Academias, que teve 14 trabalhos inscritos em sua quinta edição e busca estimular a reflexão, criatividade e aplicabilidade dos conhecimentos na produção de resultados para as empresas da construção civil.
Onze construtoras foram finalistas. Elas foram avaliadas em seis critérios: qualidade, meio ambiente, segurança do trabalho, sustentabilidade, responsabilidade social e compliance. Na categoria Obras Públicas, o primeiro lugar ficou com a Metro Engenharia e a segunda colocada foi a Construtora Planosul. Na categoria Obras de Terceiros a campeã foi a Sisa Construções e a vice-campeã foi a Construtora Rosa dos Ventos. Já na categoria de Incorporações a vencedora foi a MRV Engenharia e a segunda colocação ficou com a Catamarã.
Receberam o selo Boas Práticas, para uso nos próximos 12 meses, as seguintes construtoras: Catamarã, Concretiza, Metro Engenharia, MRV Engenharia, Planosul, Rosa dos Ventos, Sisa Construções e Wegg-CCII.
Já no Prêmio Academias o primeiro lugar, que ganhou R$ 2 mil, ficou com os acadêmicos Bruno Cézar do Nascimento, Evandro Junior Rodrigues e Andressa Eduarda Sorian, do metrado de Engenharia Civil, da UEM. O tema do trabalho foi ‘Internet das coisas na automação e controle da construção civil: desenvolvimento de um smart sensor para redução dos riscos durante a construção e a operação das edificações’. A orientação do trabalho foi do professor Sandro Lautenschlager. O segundo colocado recebeu R$ 1 mil e foi o acadêmico Otávio Augusto Ruckstater, do curso de Engenharia da Uningá. Com orientação do professor Ricardo Cardoso Oliveira, o trabalho teve como tema ‘Análise da utilização de isolamento térmico em alvenaria’. 

Dez anos de prêmio
Para o presidente do Sinduscon/PR-Noroeste, Marcos Mauro Pena de Araujo Moreira Filho, “foi uma década de muito trabalho não apenas de nossas entidades, Sinduscon e Seconci, mas dos avaliadores, dos nossos colaboradores e, principalmente, das construtoras. Ao longo desta década quase 70 construtoras participaram da premiação. Foram mais de 15 mil horas de avaliações e consultorias. São números expressivos que comprovam o comprometimento da construção civil com a qualidade de suas obras e reforçam o comprometimento do Sinduscon com o desenvolvimento econômico e social do setor e da região. O prêmio cria oportunidades e amplia horizontes, valorizando empresas em busca da melhoria contínua, impulsionando, assim, o crescimento da cadeia construtiva”.
Já o presidente eleito da entidade, Rogério Yabiku, que assumirá o cargo em janeiro, destacou que “a construção civil é um dos setores menos digitalizados do mundo. Precisamos desenvolver novos materiais e ajudar o setor a ter processos mais automatizados”. Depois ele apresentou a nova diretoria, formada por Leonardo Fabian, João Batista Pereira da Silva e Luís Renato de Oliveira Muçouçah, e se colocou à disposição dos associados e dos empresários para contribuir com o desenvolvimento do setor. 
E o presidente do Senconci/PR-Noroeste, Makihiro Matsubara, destacou que “para os trabalhadores o esforço das construtoras na melhoria das obras e das suas práticas traz como resultados mais segurança nos canteiros de obras, investimentos em bons ambientes de trabalho e em qualidade de vida”. 
Após o prêmio, as construtoras inscritas receberão um relatório apontando melhorias. As avaliações foram feitas conforme as exigências do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat, no Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, nas Normas Regulamentadoras do Trabalho números 18 e 35, na Norma ISO 26000 (de responsabilidade social), ações sustentáveis e na prática de compliance.
Prestigiaram a cerimônia diretores da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), ex-presidentes do Sinduscon, prefeito Ulisses Maia, deputado estadual Evandro Araújo, presidente da Câmara Mario Hossokawa, vereadores, secretários municipais, autoridades de segurança, presidente do Crea Paraná, Ricardo Rocha de Oliveira, entre outros. O prêmio é uma iniciativa do Sinduscon/PR- Noroeste e Seconci/PR-Noroeste, Senai, Sebrae e apoio do Crea Paraná e CBIC.
Tanto o Prêmio Sinduscon quanto o Conecti tiveram o patrocínio de Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Sesi Paraná, Sebrae Paraná, Seconci-PR/Noroeste, Crea Paraná, Prefeitura de Maringá, Coopercard - Adm de Cartões, Sancor Seguros do Brasil, Perfileve, Cerâmica Portinari, Ambiente Midea Carrier, Arquitetura ao Cubo, MRV, CBIC Serviços, Ciacollor, BMW - Grupo Barigui, Gerdau, Sacre Investimentos - Credenciado XP, Feitep - Faculdade de Engenharia, Weg Equipamentos Elétricos, Fungeo, Softplan Planejamento e Sistemas, Atlas Elevadores, Unicesumar, Caixa Econômica Federal, Sicredi, Shopping Maringa Park, Servopa - Concessionária Volkswagen, Dinâmica Eco-Solution, Imobiliária Sílvio Iwata, Sanepar e Confea.

Fonte: Assessoria de imprensa Sinduscon PR/NOROESTE

Publicidade

Veja também!

premiumART web sistemas