Publicado em 20/04/2022 às 10:18

72

Cresce a procura por imóveis compactos bem localizados em Maringá

Aliando boa localização, praticidade e tecnologia, os imóveis compactos são uma tendência mundial. Em Maringá, a procura por essas unidades residenciais tem crescido. Nos últimos dez anos, a construtora Nova Um, especializada em apartamentos compactos, tem comercializado todas as unidades no dia do lançamento.

“Lançamos um edifício por ano e entregamos um por ano também. Sistematicamente, nos últimos dez edifícios temos viabilizado os empreendimentos no dia do lançamento”, reforça o engenheiro civil e sócio da Nova Um, Luis Renato Muçouçah.

A empresa tem construído na região Zona 3, perto do centro e do Parque do Ingá. Segundo Muçouçah, os imóveis compactos têm atraído dois públicos: consumidores que compram como investimento para alugar e ter renda, e inquilinos.
 
“Os proprietários são pessoas que querem imóvel de tíquete baixo, para ter boa rentabilidade e fazer uma carteira de aposentadoria complementar. E os que ocupam essas unidades são pessoas que querem morar perto do centro e buscam conforto, mas não querem comprometer muita renda. Eles preferem alugar um imóvel compacto num bairro bem localizado do que comprar um imóvel a dez quilômetros do centro. Normalmente são jovens, recém-casados e pessoas de família pequena, além de idosos, que querem morar perto de tudo, para não depender de terceiros para se locomover, e ter acesso ao Parque do Ingá, ao supermercado etc.”, frisa. 

Na Nova Um, há opções de apartamentos de 30 m² (com um dormitório) e 50 m² (com dois dormitórios). Os empreendimentos contam com academia, churrasqueira, salão de festas e outros atrativos. Com a proposta de oferecer taxa de condomínio baixa, os empreendimentos não têm portaria. A segurança e o controle de acesso ficam por conta da tecnologia. “Os prédios mais baixos, de 40 unidades, têm zelador meio período. No restante do tempo não há colaboradores, é tudo eletrônico. E é um sistema que funciona bem, não temos histórico de furto nem de violência”, afirma o empresário.

Demanda

A procura por imóveis para locação aumentou durante a pandemia na imobiliária Silvio Iwata. Com isso, o estoque de unidades disponíveis está de 20% a 30% mais baixo. E com a volta às aulas presenciais nas universidades de Maringá, a procura por imóveis compactos, principalmente nas regiões das instituições de ensino, aumentou significativamente desde o final do ano passado, segundo o diretor da imobiliária, Silvinho Iwata.

“Uma recomendação para quem está buscando imóvel, principalmente nas proximidades de instituições de ensino, é que não deixe para última hora, porque as melhores ofertas e melhores imóveis locam rápido”. E os atributos vão além do preço. “Antigamente o foco era o valor, ou seja, a busca era essencialmente para conseguir um imóvel próximo da faculdade e com aluguel barato. Hoje a busca dos inquilinos está em boa estrutura: prédio com academia, piscina, churrasqueira, coworking, lavanderia coletiva e apartamento mobiliado. E não necessariamente precisa ser ao lado da faculdade, até porque a mobilidade facilita muito. É grande a quantidade de locatários que usa patinete elétrico, bicicleta ou outro tipo de mobilidade que não seja o carro”, acrescenta Iwata. 

Na imobiliária, a maior demanda por imóveis compactos para locação está na região da Zona 8, nas proximidades da Unicesumar.

 

Legenda da foto: Empreendimento compacto da Nova Um

Sua privacidade é importante para o Sindicato Da Indústria Da Construção Civil Do Paraná Região Noroeste – Sinduscon-PR/Noroeste.